Como Emitir a 2ª Via Do Certificado MEI

Neste artigo, você vai obter informações que vão te ajudar a saber como emitir a 2ª Via do certificado MEI – Micro Empreendedor Individual. Atualmente, o número de pessoas que decidiram se tornar donos de seus próprios negócios cresceu muito no Brasil. O MEI – Microempreendedor foi criado no Brasil no dia 1 de Julho de 2008 e sua missão é legalizar e reconhecer como micro empresários aqueles que trabalham como autônomos.

Com o MEI, o trabalhador paga taxas de impostos reduzidas, pois passa a fazer parte do sistema simples nacional de empresas. Além disso, o Microempreendedor individual tem a isenção de impostos federais como por exemplo, o COFINS, o PIS e o IR-Imposto de renda.

No entanto, como em qualquer documento ou fatura, pode acontecer a necessidade de emitir a 2ª Via do certificado MEI. Sendo assim, a leitura desse texto que o site Segunda Via elaborou vai colaborar para este procedimento.

Como Abrir Um MEI – Microempreendedor Individual?

A abertura de um MEI está cada dia mais fácil de ser acessada, uma das opções mais utilizadas para este procedimento é a internet. Ou seja, através do Portal do MEI é possível fazer a abertura completa da sua empresa.

  • 1 – Nome completo.
  • 2 – Endereço de E-mail ou Gmail válidos e atualizados.
  • 3 – Número de CPF – Cadastro de Pessoas Físicas.
  • 4 – Número de Telefone.
  1. Depois dessa primeira etapa, é necessário informar os seguintes dados:
  2.  Número de RG -Registro geral.
  3. Órgão de expedição.
  4. Data de Nascimento.
  5. Nome da mãe completo.
  6.  Nome fantasia da empresa.
  7.  Faça uma escolha da sua ocupação.
  8.  Informe detalhadamente o endereço que você deseja abrir o MEI.
  • Cep.
  • Rua.
  • Número.
  • Cidade.
  • Complemento.
  • Estado
  • Escolha uma forma de pagamento das taxas que envolvem a abertura da sua MEI.

Portanto um micro empreendedor também pode tirar seus documentos de transportes, para isso recomendamos a leitura do artigo: Como emitir a 2ª Via do certificado ANTT. Geralmente, os empreendedores tem feito o pagamento usando o cartão de crédito. No entanto, também é possível efetua-lo através do boleto bancário, pois o site envia em seu E-mail ou Gmail a fatura.

O Que é e Como Imprimir o Certificado MEI?

O CCMEI – Certificado de Condição do Microempreendedor Individual é concedido ao cidadão que cadastrou seu negócio e serve como um comprovante de que sua empresa está aberta. Além disso, ele vem acompanhado com o alvará de funcionamento reconhecido pela Junta Comercial do seu Estado.

Ou seja, ele é como se fosse uma permissão para que a empresa realize seu trabalho de forma legalizada e dentro das normas previstas em lei. O certificado MEI é obtido com o seguinte procedimento:

1 – Acesse o Portal oficial do MEI – Micro Empreendedor Individual. https://portaldoempreendedor.mei

2 – Clique em MEI. Essa opção fica ao lado esquerdo e superior da tela inicial do portal MEI.

3 – Clique em CCMEI – Certificado de Condição do Microempreendedor Individual.

4 – Informe o CPF do empreendedor. No entanto, aqui é o CNPJ – Cadastro nacional de Pessoas Jurídicas.

5 – Informe a data de nascimento do empreendedor.

6 – Informe um endereço de E-mail ou Gmail Válidos.

7 – Solicite o envio do certificado MEI.

Pronto! Dentro de alguns instantes você vai receber uma Via original do CCMEI. Dessa forma, o passo seguinte é fazer sua impressão e emissão.

Como Emitir a 2ª Via Do Certificado MEI?

A 2ª Via do certificado MEI – Micro Empreendedor Individual também pode ser feita pela internet, de forma rápida e segura com todo o respaldo de um sistema bem organizado no Site oficial do empreendedor.

Para este procedimento, fizemos um passo a passo que será muito útil na emissão, confira detalhadamente:

Passo 1 – Acesse o site oficial do Portal MEI: http://www.portaldoempreendedor.gov.br

Passo 2 –  Clique na opção de comprovante do MEI. Ela fica no canto superior esquerdo da tela.

Passo 3 – Informe seus dados pessoais:

  • Nome completo.
  • CPF – Cadastro de Pessoas Físicas.
  • Data de nascimento.
  • Nome fantasia da empresa.

Passo 4 – Informe seu endereço de E-mail ou Gmail. Eles devem ser válidos.

Passo 5 – Solicite o envio da 2ª Via do certificado MEI.

Passo 6 – Confirme se o procedimento foi feito de maneira correta e faça a conclusão do serviço.

Sendo assim, dentro de alguns instantes, a 2ª Via do certificado MEI – Micro Empreendedor Individual será enviada para o seu endereço de cadastro.

No entanto, o passo seguinte é fazer sua impressão e coloca-lo em um lugar visível em sua empresa.

Recomendamos também a leitura do artigo: Como Emitir a 2ª Via Do Certificado de Reservista.

O Que é o Cartão CNPJ MEI?

O MEI – Micro Empreendedor Individual tem a sua disposição um documento completo. Ele é o cartão MEI, cujo pode também funcionar como o CCMEI. Sua geração é automática e formalizada junto ao Portal do Empreendedor.

Portanto, veja as informações da sua empresa que estão presentes nesse cartão:

  • Nome da empresa.
  • Nome fantasia.
  • Empresário.
  • Valor capital social da micro empresa.
  • Número do documentos pessoais do MEI: CPF e RG.
  • Cadastro atualizado das condições da empresa.
  • A data de início da última alteração da situação cadastral – Data da baixa da empresa.
  • Número do NIRE – Número de Identificação do Registro de Empresas.
  • Número do recibo com data de emissão especificada.
  • O número do CNPJ
  • Endereço da empresa.
  • A data de início e criação da empresa com suas atividades.
  • O código da atividade principal – CNAE e descrição

Todos os dados que fazem parte da empresa e que compõem sua estrutura estão descritos nesse cartão que é também conhecido como CCMEI – Certificado de Condição do Micro Empreendedor Individual.

Quais São as Vantagens De Um MEI – Micro Empreendedor Individual?

Quando alguém formaliza seu negócio, automaticamente passa ater muitos benefícios e vantagens que garante condições de exercer as funções com segurança em suas atividades. Ou seja, o MEI tem estrutura reconhecida para prestar seus serviços.

1 – Toda pessoa inscrita no MEI tem direito ao INSS – Instituto Nacional de Seguros Sociais.

2 – O cidadão MEI paga menos taxas de impostos e tributos no geral.

3 – Facilidade de alterar dados pessoais, nome fantasia e endereço da empresa. No entanto, tudo feito no Portal do empreendedor:

4 – Direito de conseguir um crédito pessoal com juros menores com relação ao mercado.

5 – Direito a benefícios de um trabalhador, por exemplo: Aposentadoria e auxílios vinculados ao governo federal.

6 – Possibilidade de contratar 1 funcionário.

7 – Mesmo com o nome restrito o cidadão pode abrir um MEI.

8 – Possibilidade de crescer e abrir uma pequena empresa.

Além disso, o MEI está totalmente dentro da lei. Portanto, seu funcionamento amparado com um alvará de licença fornecido pelo governo.

Além disso, os direitos legais de trabalho e atividades profissionais. Assim como o MEI também é possível emitir os documentos que envolvem sua conclusão escolar. Por tanto recomendamos a leitura do artigo: Como emitir a 2ª Via do certificado de ensino médio.

Sendo assim, se você trabalha como autônomo e ainda não abriu sua empresa, não perca mais tempo. Quanto antes seu negócio for legalizado, antes você vai desfrutar dos benefícios e vantagens.

Mas Populares