Como Emitir a 2ª Via Do RG – Registro Geral

Neste artigo, você vai obter informações que vão te ajudar a saber como emitir a 2ª Via do RG – Registro Geral. Com certeza todos sabem o que é este documento, e também a maioria das pessoas estão sempre com ele em mãos. No entanto, muitos brasileiros ainda não conseguiram entender detalhadamente a importância do RG – Registro Geral.

E também não se atentaram para a necessidade urgente que envolve a emissão da 2ª via do documento. Assim, como o CPF – Cadastro de pessoas Físicas, o RG tem um lugar especial na vida das pessoas que já fizeram a emissão da 1ª Via. Justamente porque é um documento de identificação pessoal muito solicitado.

Portanto, nesse texto, serão passadas informações que vão te ajudar a saber como emitir a 2ª Via do RG – Registro Geral. Para isso, solicitamos a leitura detalhada texto para fazer o procedimento correto.

O Que é o RG  – Registro Geral

O Registro Geral é um documento considerado como mãe de todos os cidadãos brasileiros. Além disso, ele é essencial para que outros documentos sejam emitidos também. O RG, também é conhecido como “identidade, ou carteira de identidade” reúne todas as informações básicas de uma pessoa nascida no Brasil. Portanto, é considerado como o registro mais importante de todos.

No RG – Registro Geral ou Identidade traz as seguintes informações pessoais:

  • 1 – Foto atualizada e única do rosto.
  • 2 – Impressão digital do titular do documento.
  • 3 – Nome completo.
  • 4 – Nome completo dos pais do titular do RG.
  • 5 –  Número do Documento de identificação.
  • 6 – Data de nascimento do titular do RG.
  • 7 – Assinatura do Titular do RG.
  • 8 – Número do CPF – Cadastro de Pessoas Físicas.
  • 9 – Nacionalidade do titular do documento / Região do nascimento.
  • 10 – Órgão emissor do titular do RG.

Quando o cidadão faz a emissão do documento RG – Registro Geral, todas estas informações citadas acima são armazenadas em um banco de dados do titular em órgãos públicos e assim eles vão saber quem é a pessoa.

Como Fazer a Emissão Do RG – Registro Geral?

Para fazer a emissão do RG – Registro Geral, é necessário em primeiro lugar saber que cada estado brasileiro possui seu próprio órgão de emissão do RG em sua secretária de segurança pública. Além disso na secretária da justiça e cidadania ou então na secretária de justiça e trabalho entre outros. Portanto, em alguns estados existem estabelecimentos que fazem a emissão do RG, eles agilizam o procedimento, por exemplo:

  • São Paulo: Poupatempo.
  • Rio de Janeiro: Rio Poupatempo.
  • Espírito Santo: Faça Fácil.
  • Goiás: Vapt Vupt.
  • Rio Grande do Sul: Tudo Fácil.

Porém, nos postos da Polícia Civil, também é possível fazer a emissão do documento de RG – Registro Geral. Para fazer tal emissão, são necessários os seguinte dados e comprovantes:

  • 1 – 2 fotos 3×4 originais e recentes do titular.
  • 2 – Certidão de nascimento original com cópia.
  • 3 – CPF – Cadastro de Pessoas Físicas original.
  • 4 – Inscrição da Receita Federal: opcional.
  • 5 – Cartão cidadão original: opcional e pode ser substituído pelo número do PIS / PASEF.

No entanto, para adolescentes e crianças menores de 16 anos conseguem fazer a emissão do RG – Registro Geral sendo acompanhados pelos pais munidos dos documentos de RG originais. Vale lembrar que a emissão do RG é totalmente gratuita e dentro de 10 dias ele fica pronto. O prazo de retirada do documento de RG é de 180 dias no máximo.

Assim como o RG, o título de eleitor é um dos principais documentos de uma pessoa. Portanto, se você necessita de algum serviço com este documento, recomendamos a leitura do artigo: Como emitir a 2ª Via do título de eleitor.

Como Emitir a 2ª Via do RG – Registro Geral?

Para aqueles que necessitam fazer a emissão da 2ª Via do RG, é preciso seguir um procedimento bem detalhado. Sendo assim, nós preparamos um passo a passo que pode te ajudar a solicitar seu documento. O RG – Registro Geral, tem como norma que a cada 10 anos os titulares façam a emissão da 2ª Via.

Na verdade, essa medida evita muitas coisas que possam trazer danos e golpes para os titulares e também porque as fotos já não são mais do mesmo jeito. A emissão da 2ª Via do RG – Registro Geral também se torna necessário em caso de roubo ou furto. No entanto, quando isso acontece o primeiro passo é fazer o registro de um Boletim de Ocorrência.

Portanto, para emitir a 2ª Via do RG – Registro Geral é necessário o seguinte procedimento:

Passo 1 – 2 Fotos 3 x 4 recentes e originais.

Passo 2 – Certidão de nascimento original. Ou com cópia simples.

Passo 3 – B.O – Boletim de Ocorrência ou original ou com um cópia simples para casos de roubos ou perdas.

Passo 4 – CPF – Original. Ou com um comprovante de inscrição na Receita Federal.

Passo 5 – Apresentar o cartão cidadão original. Ou o número do PIS / PASEF.

Um a diferença considerável, é que na emissão da 1ª Via do RG, não existe nenhuma taxa ou valor do documento. No entanto, na 2ª Via do RG, é cobrada uma taxa de emissão. Vale lembrar que os valores se diferenciam de estado para estado. Uma dica muito relevante, é manter o seu RG sempre em bom estado de uso e qualidade conservada. Para isso, é importante fazer a plastificação do seu documento.

Como Funciona o Sistema De Emissão Da 2ª Via Do RG – Registro Geral?

Muitos ainda não sabem, mas o sistema de Emissão da 2ª Via do RG não é padronizado e nem unificado. Portanto, existem algumas coisas bem interessantes que devemos ficar informados, como por exemplo:

A partir da década de 1990 muitos estados deixaram de fazer uma contagem em sequência do número do RG – Registro Geral. Dessa forma, os Documentos de RG deixaram de seguir uma ordem em forma crescente na emissão dos documentos. Portanto, o número de um RG de uma pessoa pode ser igual a de um cidadão já falecido.

Uma novidade, é que um cidadão brasileiro que se mudar de um estado para o outro pode fazer a emissão de outra 2ª Via do RG – Registro Geral. Mesmo tendo uma validade em todo o território nacional.

No entanto, começaram a acontecer muitas confusões nas emissões do RG, por isso mesmo, o governo federal lançou um DNI – Documento Nacional de Identidade, ele contém os mesmos números do RG – CPF – CNH e Titulo de Eleitor. Vale lembrar que essa medida ainda não está em vigor.

O Que é o Novo RG – Registro Geral?

Ele será conhecido como novo RG – Registro Geral, sua grande vantagem é a agregação de 12 documentos pessoais em uma só emissão de cópia. Além disso ele também vem com o QR Code, que garante a autenticação de informações. A princípio, ele vai circular nos seguintes estados brasileiros:

  • Goiás.
  • Mato Grosso.
  • Acre.
  • Maranhão.
  • Ceará.
  • Rio de Janeiro.
  • Paraná e Rio Grande do Sul.
  • Além do Distrito Federal.

Além disso, o novo RG – Registro Geral também conta com os seguintes documentos incluídos:

  • Nome Social
  • Fator RH (tipo sanguíneo)
  • CPF
  • DNI (Documento Nacional de Identificação)
  • CNS (Cartão Nacional de Saúde)
  • NIS / PIS/ PASEP
  • Certidão Militar
  • CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social)
  • CNH (Carteira Nacional de Habilitação)
  • Título de Eleitor
  • Identidade Profissional.

E também o número do CPF, e o tipo sanguíneo do titular do documento. Justamente por motivo de segurança, ele vem com o QR Code e para fazer sua emissão com os 12 documentos possíveis é necessário a comprovação de cada um deles. Vale lembrar que o antigo RG – Registro Geral, não perderá seu valor, e a mudança nos estilos de documentos estão enquadradas dentro do decreto de lei de número 9.278/2018. E a tendência é que ele seja válido em todo o território nacional em poucos anos.

Conclusão: A Importância Da 2ª Via Do RG -Registro Geral

É obrigatório a apresentação do RG – Registro Geral em quase todos os setores de serviços públicos e privados. Como também para abrir contas bancárias e fazer solicitações dos demais documentos. Vale também para emissão de passaportes – títulos de eleitor – CNH: Carteira Nacional de Habilitação. Portanto, se você precisa emitir a 2ª Via do RG – Registro Geral, não perca mais tempo e solicite hoje mesmo o seu.

Para termos uma ideia, o RG é pedido até para fazer cadastros mais simples como em uma busca de emprego pela internet. Ou até mesmo para fazer uma compra online. Sendo assim, sem o RG – Registro Geral, o cidadão tem sua liberdade restrita e limitada ao mesmo tempo. Portanto, mante -lo em dia e em boas condições de uso é acima de tudo fundamental para o portador.

Fazer a capa plástica da 2ª Via do RG – Registro Geral vai garantir uma durabilidade muito maior e mais conservada. Além disso, vai também proteger completamente seu documento de danos e prejuízos. Ao mesmo tempo, a plastificação é totalmente proibida, pois não possibilita a verificação do documento.

Mas Populares